Em quem colocar a culpa?


Transferir a culpa por não realizado algo é uma atitude muito comum, que muitas pessoas praticam sem sequer perceber. Tanto na vida pessoal quanto na profissional e, especialmente, quando ocorre algo negativo em nossas vidas.


Tais comportamentos reforçam a relevância sobre o entendimento e a adoção de atitudes de autorresponsabilidade, diminuem as atitudes de procrastinação e demonstram o seu comprometimento com a empresa e com as pessoas ao seu redor.

Procrastinar pode ser uma causa de sua falta de autorresponsabilidade. Em nosso e-book Procrastinação você encontra dicas de ferramentas e técnicas para você compreender estas e outras questões que podem estar travando o seu sucesso.


Somente, por meio da consciência sobre sua autorresponsabilidade você pode lidar melhor com as situações em vez de transferir a responsabilidade, apenas. Confie: a autorresponsabilidade tem um impacto positivo de profunda relevância na sua rotina e pode até mesmo mudar o seu propósito de vida.


E, para que o conceito seja devidamente esclarecido para você, de maneira a ser aplicado na sua rotina pessoal e profissional, nós preparamos este artigo.

O QUE É AUTORRESPONSABILIDADE?


Em resumo, a autorresponsabilidade está associada à nossa capacidade de responsabilizarmos a nós mesmos por tudo aquilo que acontece em nossas vidas. Aquilo que é positivo ou negativo, e também o que nos influencia direta ou indiretamente.


A melhor parte é que, da mesma maneira que aprendemos a transferir a culpa, em algumas situações, também podemos desenvolver a autorresponsabilidade. A diferença é a dedicação necessária para aperfeiçoá-la, enquanto culpar os outros é muito simples.

POR QUE APLICÁ-LA NO DIA A DIA?


Voltando à situação em que transferimos a responsabilidade de algo para outras pessoas, percebemos de imediato que não evoluímos.


Afinal de contas, em vez de refletir sobre as nossas ações, nós delegamos o problema para alguém. Como desenvolvemos nossas capacidades a partir dessa perspectiva?


Como as pessoas que não apresentam atitude de autorresponsabilidade se desculpam:

  • eu teria feito essa tarefa com uma qualidade superior se minha equipe não fosse tão ruim;

  • eu não me atrasaria, se não fosse pelo trânsito da cidade.


Já, as pessoas autorresponsáveis vão apresentar os seguintes argumentos:


  • eu teria feito essa tarefa com uma qualidade superior se tivesse me organizado e delegado melhor cada função aos meus colaboradores;

  • eu não me atrasaria se tivesse realizado uma gestão mais eficiente do meu tempo.


Percebe a grande diferença entre cada atitude? A autorresponsabilidade dá a você mais controle sobre todos os aspectos da sua vida. Sem falar na curva de aprendizado, que é sempre maior do que apontar outros culpados para um sentimento negativo.


Desta forma também o profissional se mostra comprometido com a empresa e com as pessoas, vale lembrar que, o comprometimento organizacional é o segredo do sucesso de qualquer empresa. Precisamos lembrar que as pessoas são o maior ativo de uma organização. São elas que estão por trás das conquistas, lucros e resultados. Profissionais autorresponsáveis e engajados com as estratégias organizacionais, metas e objetivos, empenham-se e se dedicam mais e, assim, produzem com ainda mais agilidade e qualidade.


Tratamos de forma mais abrangente deste tema em nosso e-book Comprometimento, onde abordamos de forma prática e efetiva os tipos de comprometimento e a forma como você pode melhorar esta sua competência.

COMO A FALTA DE AUTORRESPONSABILIDADE SE MANIFESTA NO TRABALHO?


Na rotina profissional, a autorresponsabilidade aplicada no dia a dia contribui para o crescimento do profissional. E sabe por quê? São atitudes que denotam a capacidade de solucionar problemas, de inovar e realizar o serviço cada vez melhor. Do contrário, a pessoa está contaminando o ambiente com:

  • conflitos;

  • menos produtividade;

  • mal-estar entre os colaboradores;

  • tensão no local de trabalho;

  • obstáculos na comunicação interna.

QUAIS AS VANTAGENS EM APLICÁ-LA NO AMBIENTE CORPORATIVO?


A dedicação e disciplina em se moldar dentro do escopo da autorresponsabilidade são, por sua vez, de enormes benefícios. Não só para a pessoa, mas para a equipe toda. Podemos citar as seguintes vantagens, como as mais importantes:


  • mudança nos hábitos, alterando aquilo que não funciona em novas soluções;

  • mais autoconhecimento;

  • melhoria na capacidade e habilidade social;

  • redução das crenças limitantes no dia a dia;

  • menos frustração e maior capacidade de reação;

  • redução de conflitos na rotina;

  • novas perspectivas — como a de transformar obstáculos em oportunidades;

  • o profissional se torna uma referência para os colegas;

  • gera-se mais oportunidades de crescimento — pessoal e profissional.


É inegável, então, que a autorresponsabilidade desponta como um diferencial e tanto para uma mudança brusca na vida dos seus praticantes.

COMO DESENVOLVER A AUTORRESPONSABILIDADE?


Dificilmente, as mudanças pretendidas acontecem da noite para o dia e sem desafios pelo caminho. Mas é a jornada que fortalece o objetivo.


No caso da autorresponsabilidade — seja no cotidiano ou na rotina profissional —, o caminho é contínuo, uma vez que a sua aplicação se converte em um aprendizado incessante.


Por isso, reunimos algumas dicas pontuais para você nunca deixar de lado a autorresponsabilidade nas suas decisões:


  • avalie as suas decisões, atitudes e comportamentos;

  • identifique em quais delas você está culpando alguém que não você pelos resultados;

  • crie e exercite essa autoconsciência para assumir as suas responsabilidades;

  • tenha a proatividade para mudar os hábitos. Controle os impulsos e sempre reflita sobre as suas decisões;

  • tenha uma visão sistêmica dos seus hábitos para evitar qualquer deslize e fortalecer a sua disciplina para agir de maneira diferente;

  • foque nos resultados e aprenda com eles. Só assim, você irá realizar os seus sonhos e sentir a mudança dentro de você se desenvolver.

QUAIS SÃO AS 6 LEIS DA AUTORRESPONSABILIDADE?


As 6 leis da autorresponsabilidade devem ser tidas como mantras, repetidas inúmeras vezes até tê-las devidamente assimiladas no seu inconsciente, fazendo com que elas virem parte de sua rotina. São elas:


  • Se é para criticar os outros, cale-se;

  • Se é pra reclamar, dê sugestão;

  • Se é para buscar culpados, busque solução;

  • Se é para se fazer de vítima, faça-se de vencedor;

  • Se é para justificar seus erros, aprenda com eles;

  • Se é para julgar as pessoas, julgue suas atitudes.


E então, já repetiu algumas vezes as leis acima para compreender quais atitudes devem ser revistas ou repensadas antes de serem tomadas?


Então escreva estas leis em seu mural, na capa de sua agenda ou caderno, cole na parede ou na porta. Assim você vai memoriza-las com mais facilidade e lhe ajudará a praticar com mais rapidamente.


No vídeo a seguir falamos mais sobre Autorresponsabilidade e explicamos as 6 leis contidas neste artigo!



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

CONECTE-SE COM A GENTE

telegram.png
WATTS.png
FACEBOOK.png
INSTAGRAM.png
ICONES%20REDES%20SOCIAIS_edited.png
youtube-logo-icon-social-media-icon-png-

Por telefone ou online

(51) 99835.6341

(51) 99613.1914

EVOLUIR LTDA

CNPJ: 12.211.714/0001-28

Rio Grande do Sul, Brasil

Acesse aqui nossa Política de Compras Online.

Entre em contato conosco: